sábado, 27 de março de 2010

Lacticínios

Mudar de produtos lácteos para alternativas sem crueldade é mais fácil do que pensa. A gama de substitutos do leite está a crescer rapidamente e agora há versões vegan de leite, natas, queijo, yogurte, margarina e muitos outros produtos alimentares.

Uma dieta variada e equilibrada fornece todos os nutrientes de que necessitamos, sem inconvenientes como o colesterol e o excesso de gorduras saturadas.


Vacas leiteiras vêm os seus bebés serem levados com apenas um ou dois dias de vida, para que o seu leite possa ser engarrafado para consumo humano.
Não contribua para esta crueldade.

sábado, 20 de março de 2010

Vegetarianismo / Veganismo

Se realmente se preocupa com os animais, a melhor maneira de ajudar é parar de comê-los!

Todos os dias, milhares de pessoas decidem parar de comer carne. Alguns porque estão preocupados com as implicações que uma dieta carregada de carne tem para a saúde, outros porque estão preocupados com o sofrimento envolvido na criação e abate de animais para a alimentação. Para muitos, é o impacto ambiental da produção animal que os fez mudar a sua dieta. Muitas vezes, é simplesmente porque as pessoas não gostam do sabor da carne. Se estiver a considerar ser vegetariano/vegano, continue a ler. Tenho a certeza que, no final, vai estar convencido que irá fazer a escolha certa.

E não se deixe influenciar por reivindicações que temos "necessidade" de comer carne para permanecer saudáveis. Em todo o mundo existem milhões de vegetarianos felizes e saudáveis provando que não é verdade.


Então.. porque ser vegetariano?

Pelos animais

Chamamo-nos uma nação de amantes de animais, mas a cada ano, milhões de animais são criados e mortos para alimentar. A maioria deles foram criados em quintas/fábricas e abatidos apenas com alguns meses ou semanas de vida.

As condições das quintas industriais estão muito longe das cenas de quintas felizes que vemos retratados nas caixas de ovos e anúncios de TV.
Existem unidades modernas de fábricas para produzir carne e leite mais rapidamente com o menor custo possível, e os animais recebem o mínimo necesário para sobreviver.
Os animais são amontoados em galpões fedorentos onde mal conseguem esticar as suas asas ou pernas. Eles nunca podem andar livremente. Eles nunca respiram ar fresco. Eles nunca vêm luz natural.
A morte no matadouro é uma experiência aterrorizante e sangrenta.
E no mar não é melhor...

Os peixes são arrastados para fora da água em redes enormes do tamanho de campos de futebol. Os animais não-alvo, incluindo golfinhos, baleias e tartarugas, são muitas vezes apanhados e morrem também. Outros peixes, como o atum, são apanhados com ganchos e lentamente arrastados para a morte. Algumas aves marinhas estão em crescente perigo de morrer de fome, com a sua fonte de alimentação - peixes - a diminuir.

Uma pessoa que consome carne, consome em média 5000 animais durante a sua vida.
Se realmente se preocupa com os animais, a melhor maneira de ajudar é parar de comê-los!

Pela sua saúde

Ao adoptar uma dieta sem carne, a sua saúde vai ganhar muito. Nós não precisamos comer carne para sermos aptos e saudáveis. Longe disso! A evidência é conclusiva: uma dieta sem produtos de origem animal é saudável de todo. Uma dieta vegetariana variada e equilibrada fornece todos os nutrientes de que necessitamos. Além disso, a carne contem gorduras saturadas, que são a principal causa de doença cardíaca, acidente vascular cerebral e cancro. Os vegetarianos são muito menos propensos a sofrer destas doenças. Mesmo a Associação Americana de Dietética diz agora:

".. dietas vegetarianas apropriadamente planeadas, são nutricionalmente adequadas, e fornecem benefícios para a saúde na prevenção e no tratamento de determinadas doenças."

Pelo o ambiente

A indústria da carne também tem um efeito devastador no nosso ambiente.
Mais de 70% de todas as terras agrícolas na Grã-Bretanha é usado para alimentação de animais. A criação de animais para alimentação é um terrível desperdício de recursos. A mesma quantidade de terra pode alimentar até dez vezes mais pessoas se plantarmos para consumo próprio em vez de criar animais ou cultivar alimentos para animais. Isto é ainda mais chocante quando se considera que a fome no mundo é uma contínua inabalável e milhões de pessoas morrem por inanição todos os anos. Em alguns países, os terrenos são cultivados para alimentar animais, enquanto as pessoas desse mesmo país, sofrem e morrem de fome e doenças devido à falta de alimentos.

Enquanto que para produzir um quilo de trigo precisamos de 1.000 litros de água, para produzir um quilo de carne precisamos de 100.000 litros!

A criação intensiva de animais provoca erosão e degradação dos solos, o gás metano dos animais de criação contribui para o aquecimento global, e os resíduos provenientes de explorações agrícolas intensivas são uma das principais causas da poluição da água.

Na América Central, a floresta está a ser arrasada, principalmente para abrir caminho para a criação de gado e cultivo de alimentos para animais de criação. E no Reino Unido, desde 1945, foi estimado que cerca de 300.000 milhas de sebes foram cortadas pelos agricultores para aumentar a quantidade de espaço disponível para a agricultura. Os sebes não só fornecem habitats para muitas aves selvagens e mamíferos como contribuem para a beleza da paisagem.

Arrastões do tamanho de campos de futebol destroem ecossistemas inteiros e matam muitas espécies. Há governos a admitir que os nossos oceanos estão à beira de um colapso ambiental.

Não há nenhuma dúvida: ser vegetariano é a escolha certa! Para a sua saúde, para os animais e para o nosso planeta!

Ajude a salvar o nosso planeta!